quarta-feira, 12 de agosto de 2009

Poema para um cavalo


Você está longe demais para eu trazê-lo para perto
E alto demais para olhar para baixo
Apenas insistindo em sua dose diária
Eu sei que você nunca precisou de ninguém
Exceto dos papéis para enrolar a sua erva
Como você pode dar o que você não tem?

Você continua indo para o topo
E desiste antes que você suasse uma gota
Alimente seu cérebro vazio
Com sua maconha hidropônica
Comece jogando com você mesmo
Você se diverte mais dentro de sua concha
Prazer em conhecê-lo, mas eu tenho que seguir meu caminho

Eu vou embora de novo porque eu tenho esperado em vão
Mas você está tão apaixonado por você mesmo
Que se eu digo que meu coração está dolorido
Vai parecer uma metáfora barata
Então eu não repetirei mais isso
Eu preferiria tomar minha sopa com um garfo
Ou dirigir um táxi em Nova Iorque
Porque falar com você é trabalhoso demais

Então qual é o ponto de desperdiçar todas minhas palavras
Se é exatamente igual ou até pior
Que ler poemas para um cavalo
Você continua indo para o topo
E desiste antes que você suasse uma gota
Alimente seu cérebro vazio
Com sua maconha hidropônica
Eu aposto que você encontrará alguém como você
Porque há um pé para cada sapato
Eu lhe desejo sorte, mas eu tenho outras coisas para fazer

2 comentários:

Line de Liz disse...

adoreeei ;P

Anônimo disse...

lecal.

Postar um comentário